Anemia: o que aderir na alimentação para melhorar a saúde do seu filho.
dezembro 26, 2018
Músculo x Veganismo: como ganhar massa magra com esse estilo de vida
março 25, 2019
Autores

Boa cicatrização: a importância de um tratamento adequado

Quando machucamos, dependendo do tamanho da ferida, o nosso corpo entra automaticamente em um processo de cicatrização. Ele ocorre quando o nosso organismo começa a regenerar as células especializadas, reconstruindo o tecido que foi danificado. Por isso, a cicatrização consiste em si na substituição do tecido lesado por um novo.

Todo o procedimento pode acontecer de duas formas: primária, comum em pequenos atos cirúrgicos, unindo as duas bordas próximas do ferimento, sem perder o tecido; e a secundária, em que há uma certa perda do tecido por causa do tipo de lesão, e o processo de cicatrização se forma através do preenchimento por um tecido de granulação.

A cicatrização possui três fases:

Inflamatória: durando de um a quatro dias;

Proliferativa: durando de cinco a vinte dias;

Reparo: podendo durar meses, dependendo do estado da ferida.

Existem inúmeros fatores externos que a prejudicam como sujeiras, infecções, corpo estranho, material e medicação errada, método do procedimento cirúrgico, tempo passado entre a lesão e a procura do tratamento, e até a temperatura do ambiente. As condições do organismo também podem interferir, em que quem possui diabetes, faz uso de corticoide, tratamento com radioterapia ou quimioterapia, ou até possui uma idade mais avançada, já apresenta uma dificuldade maior de cicatrização. Por isso, ter uma alimentação balanceada e uma hidratação adequada contribui muito para o aceleramento do tratamento, pois melhora todas as condições do organismo.

Com isso, sabemos que o tratamento adequado é essencial para a melhora do paciente e também para não ocorrer agravamentos do problema, porém, dependendo do tamanho ferida, nosso organismo precisa de ajuda para ter uma excelente cicatrização, para isso é preciso que o tratamento seja auxiliado por produtos de uso tópico ou curativos. Os de uso tópico geralmente são aplicados na ferida para proteger, limpar, ou até mesmo otimizar o procedimento para que seja em um período mais curto. Logo, os curativos, são mais utilizados para cobrir o ferimento para que não haja a contaminação por fatores externos. Também vale a observação, pois dependendo da situação clínica, os dois procedimentos serão necessários.

Os ferimentos quando não são tratados corretamente podem causar danos colaterais graves, evoluindo para lesões mais complexas, podendo acarretar amputações e até infecções generalizadas que podem levar a morte. Por essa razão, todo o cuidado, medicação e curativos é muito importante, a prescrição e orientação médica deve ser procurada para que o uso destes sejam feitos de maneira adequada e, os sinais de agravamento devem ser monitorados para que a pessoa melhore e não tenha nenhuma complicação devido ao ferimento.

1 Comment

  1. […] o processo cirúrgico exige cuidados com a cicatrização no pós-operatório, pois a má cicatrização da pele pode gerar sinais permanentes, além do mais, a falta de […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Enviar Mensagem
Fale com nossas Nutricionistas!