Estrias: como evitar durante a gravidez.
dezembro 26, 2018
Anemia: o que aderir na alimentação para melhorar a saúde do seu filho.
dezembro 26, 2018
Autores

Afinal, o que comer antes e depois do treino?

Todo mundo possui um objetivo quando começa a praticar algum exercício físico e, independentemente do resultado esperado, é de conhecimento da maioria que este só aparecerá quando a atividade for auxiliada a uma alimentação balanceada. Com isso, surge a dúvida: “mas então, o que eu como para ter bons resultados?”.

Bom, de fato o foco da alimentação vai ser diferente para antes e depois do treino. Por isso, para o pré-treino, o objetivo é não causar uma grande fadiga e ampliar a performance durante a atividade, desse modo, o alimento deve ser uma fonte de energia. Por tanto, investir na ingestão de carboidratos é a opção mais adequada. Caso a pessoa tenha um tempo para se alimentar, o mais indicado são os carboidratos complexos como pães integrais, aveia, granola, etc., pois são absorvidos mais lentamente e garantem o combustível para o treino todo. Já para pessoas que têm um período curto para se alimentarem e precisam de carboidratos de rápida absorção, as melhores opções são frutas, torradas e até a água de coco, que age como um excelente isotônico natural.

Logo para o pós-treino, o objetivo é recuperar a fibra que foi exposta a um estresse muscular para alcançar uma hipertrofia e, para isso ser feito de maneira correta, o nutriente contribuinte para todo o processo é a proteína. Por isso, após a atividade física a recomendação é o consumo de alimentos ricos no nutriente, em que podemos encontrar no ovo, frango, queijo branco e leguminosas.

Como nem todo mundo tem um tempo sobrando para se dedicar para preparar sua comida ou até mesmo que deseja apenas ampliar os resultados, os suplementos vêm para complementar a rotina alimentar. Com uma orientação especializada, os pré-treinos podem ser inseridos para aumentar ainda mais o desempenho do atleta e os pós-treinos para auxiliar na ingestão de proteínas, ajudando no alcance dos objetivos.

Entretanto, vale frisar que nenhuma dessas substâncias substituem refeições, como o próprio nome diz, são suplementos e são para complementar a alimentação. Mas, de fato, contribuem muito para os resultados. Atitudes como diminuir em excesso a ingestão de alimentos ou até mesmo se exercitar em jejum, são extremamente arriscadas e não devem ser praticadas.

No mais, afirmamos que comer bem é tão importante quanto se exercitar bem. Caso surja mais dúvidas, profissionais especializados podem te ajudar e algumas pesquisas também podem contribuir e sanar todas elas, aqui no blog sempre procuramos trazer temas variados para atender todos os questionamentos dos nossos leitores, confira os nossos outros conteúdos sobre o assunto.

download

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Enviar Mensagem
Fale com nossas Nutricionistas!