Seu filho não come? Saiba como abrir o apetite das crianças.
dezembro 17, 2018
Gestação: atenção com os cosméticos
dezembro 21, 2018
Autores

Bariátrica: mitos e verdades sobre a cirurgia

A cirurgia Bariátrica ou Gastroplastia, é um meio para se combater a obesidade nível III. A cirurgia consiste em uma redução no estômago, fazendo a pessoas comer menos e, com isso, perder peso. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), esse tipo de intervenção é recomendado para as pessoas com IMC maior que 40 kg/m² e que já tenham tentado emagrecer por dois anos, utilizando diferentes métodos, porém, que nenhum deles tenham sido efetivos, tornando a Bariátrica o único meio.

Pesando em informá-los melhor sobre o procedimento, buscamos algumas verdades e mentiras que os especialistas costumam explicar para que a pessoa se sinta segura para fazer a cirurgia.

QUALQUER PESSOA OBESA PODE FAZER A CIRURGIA?

MITO. Antes da realização do procedimento, o paciente passa por inúmeras verificações como idade, se enquadra entre 18 e 65 anos; se o seu IMC é elevado de acordo com o estabelecimento da OMS e se ele porta doenças do tipo: renais, psiquiátricas, cirrose hepática, disfunções hormonais ou vícios com drogas ou álcool, em que nesses casos a cirurgia é contraindicada.

MESMO APÓS TER SUBMETIDO A CIRURGIA, O PACIENTE PODE ENGORDAR

VERDADE. Claro que no começo ele perderá peso, pois comerá menos com a redução do estômago. Porém, se a pessoa não passar a ter hábitos alimentares mais saudáveis, pode ser que ela engorde novamente no futuro.

MULHERES QUE OPTAM PELA BARIÁTRICA NÃO PODEM MAIS ENGRAVIDAR

MITO. Existe sim uma restrição médica, até pela segurança da paciente, para que ela espere no mínimo 15 meses para engravidar. Porém, isso não significa que ela não poderá ter filhos após esse período.

A CIRURGIA, ALÉM DO EMAGRECIMENTO, PODE MELHORAR EFEITOS DE OUTRAS DOENÇAS

VERDADE. Além da perda de peso, a bariátrica melhora nos aspectos de doenças como diabetes, pressão arterial, doenças cardíacas entre outras relacionadas a obesidade.

APÓS A BARIÁTRICA, A CIRURGIA PARA REDUÇÃO DO EXCESSO DE PELE É INDISPENSÁVEL E DEVE SER FEITA RAPIDAMENTE

MITO. A retirada do excesso de pele é relativa para cada pessoa e, para aquelas que desejam fazer a plástica é preciso estar informadas que no período de dois anos elas ainda estarão no processo de emagrecimento, por isso, não é recomendado a cirurgia plástica. Portanto, antes mesmo de fazer a cirurgia bariátrica é preciso estar ciente que durante os dois primeiros anos, a plástica não poderá ser feita.

A PESSOA QUE OPTA PELA CIRURGIA BARIÁTRICA TERÁ QUE TER UM ACOMPANHAMENTO NUTRICIONAL POR NO MÍNIMO DOIS ANOS

VERDADE. O recomendado é que ela tenha orientação nutricional para o resto da vida, porém nos primeiros dois anos é indispensável, pois problemas como anemia e desnutrição são muito propícios de aparecer, e a prescrição de suplementos vitamínicos é muito importante para a prevenção dessas doenças. Portanto, um profissional especializado deve acompanhar todo o processo para recomendar a fórmula adequada.

download

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Enviar Mensagem
Fale com nossas Nutricionistas!