Alzheimer o que é, sintomas e tratamentos

Dieta Enteral Industrializado vs Dieta Enteral Artesanal
Dieta Enteral Industrializada vs Dieta Enteral Artesanal
dezembro 16, 2020
Desnutrição: sintomas, causas e tratamentos
Desnutrição: sintomas, causas e tratamentos
janeiro 20, 2021
Autores
Alzheimer o que é, sintomas e tratamentos

Alzheimer o que é, sintomas e tratamentos

Alzheimer é uma doença que não tem cura e se agrava ao longo do tempo, maior acometido no público idoso. Apresentando demência ou perda de funções cognitivas, causada pela morte de células cerebrais. Não se sabe por que a Doença de Alzheimer ocorre, mas são conhecidas algumas lesões cerebrais características dessa doença. As duas principais alterações que se apresentam são as placas senis decorrentes do depósito de proteína beta-amiloide, anormalmente produzida, e os emaranhados neurofibrilares, frutos da hiperfosforilação da proteína tau. Outra alteração observada é a redução do número das células nervosas (neurônios) e das ligações entre elas (sinapses), com redução progressiva do volume cerebral.  

Quais os sintomas do Alzheimer? 

São divididos em três estágios: leve, moderado e grave, os quais são classificados de acordo com o comprometimento da capacidade cognitiva e das atividades diárias do paciente. A perda de memória recente é realmente um dos primeiros sinais, mas com a progressão da doença, aparecem sintomas mais graves, como: a perda de memória remota (de fato mais antigos), irritabilidade, falhas na linguagem, prejuízo na capacidade de se orientar no espaço e tempo. 

Qual o tratamento para o Alzheimer?  

O paciente com Alzheimer, precisa de cuidados diferenciados e se faz necessário o acompanhamento de um cuidador ou familiar nas tarefas do dia a dia: 

– Medicamentos para Alzheimer: 

O paciente com Alzheimer precisa tomar medicamentos para a demência diariamente, que irão ajudar a retardar o avanço da doença e controlam os comportamentos, como a agitação e a agressividade. Se faz necessário o acompanhamento do cuidador ou familiar para não acontecer do paciente esquecer de tomar os medicamentos. 

– Estimule o Cérebro:  

Deve ser estimulado diariamente a memória, a linguagem, a orientação e atenção do paciente, podendo ser feitas atividades individuais ou em grupo com um enfermeiro ou terapeuta ocupacional. Como completar quebra-cabeça, ler um livro, ver foto antigas. Sempre em ambiente tranquilo e limpo, com poucos estímulos sonoros e visuais. 

Estimular o cérebro com jogos e atividades de concentração como jogos de xadrez, quebra-cabeça

– Atividade Física: 

Deve-se fazer atividade física todos os dias, como caminhar ou fazer hidroginástica pelo menos 30 minutos todos os dias. Além disso, de acordo com a gravidade da doença, pode ser preciso fazer sessões de fisioterapia para manter qualidade de vida. Um cuidado é importante é respeitar o ritmo de cada paciente. É comum pessoas com problemas neurológicos ficarem cansadas, por isso deve-se evitar programação intensa e oferecer intervalos entre atividades sempre que possível. 

Praticar atividade física

– Convívio Social: 

Fazer um plano diário ou semanal com uso de calendários ou agendas de preenchimento conjunto (paciente com cuidador) que contenha horários para caminhadas, sol, televisão, atividades, passeios, eventos, rever amigos e familiares. A solidão e o isolamento social, aumenta a perda da capacidade cognitiva.  

Convívio com a família e amigos e ter hobbies são importantes

– Problemas cognitivos: 

 Supervisione, auxilie e faça por ele apenas quando realmente não houver nenhuma capacidade para execução de determinada tarefa. Isso o ajudará a manter a autoestima e será boa fonte de utilização de recursos disponíveis. 

Deixe-o executar suas próprias tarefas

– Agitação: 

O ambiente deve ser mantido bem organizado com itens guardados a partir de categorias bem definidas para auxiliar que sejam encontrados. É importante proporcionar ambiente limpo, arejado, com boa iluminação e que ofereça conforto diante de objetos conhecidos da pessoa com Doença de Alzheimer. Quanto mais agradável o espaço, mais calmo o paciente tenderá a ficar. Evitar barulhos prolongados também pode ajudar. 

Ambientes confortáveis e organizados são importantes

– Dificuldades de linguagem e comunicação: 

Com o avanço da Doença de Alzheimer, a comunicação do paciente pode tornar-se mais difícil. Pode haver dificuldade de compreender o que lhe é dito e de se expressar. É comum ser complicado evocar palavra e trocar palavras. Essas dificuldades podem fazer com que cuidadores desistam ou não tenham paciência em insistir para uma comunicação eficaz com o paciente. Entretanto, é essencial incentivar essa comunicação visando a estimular o paciente e a manter ativas suas funções preservadas. 

Conversar e se comunicar com as outras pessoas é muito importante

 – Cuidados com a alimentação: 

Ao contrário do que ocorre com outras doenças como o diabetes ou a hipertensão, não há restrição de um ou mais alimentos que se aplique a todos os pacientes de Alzheimer. Ajustes na dieta poderão ser feitos pelo médico ou nutricionista de acordo com as consequências da doença, de forma individualizada. Embora não exista uma dieta determinada, é preciso ter cuidado com a alimentação, para que não haja excesso ou carência de algum nutriente. 

Mantenha a alimentação saudável

Na E-Nutri temos o suplemento Souvenaid do fabricante Danone, específico para o tratamento do Alzheimer. Enriquecido com elementos nutricionais que em conjunto exercem papel fundamental na manutenção da membrana dos neurônios, que podem sofrer perdas com o envelhecimento da membrana dos neurônios. Souvenaid é uma combinação de nutrientes que contem: EPA/DHA, Fosfolipídeos, Colina, Uridina Monofosfato, Vitamina E, C, Selênio, Vitamina B12, Vitamina B6, Ácido fólico. Isento de glúten e disponível nos sabores morango e baunilha. Consulte sempre seu médico ou nutricionista. 

Souvenaid é indicado para Auxílio ao bom funcionamento das células cerebrais e formação de sinapses (conexão entre as células do cérebro), como pacientes com Mal de Alzheimer.

– Banho e higiene bucal: 

O paciente com Doença de Alzheimer pode evitar ou mesmo recusar-se a tomar banho ou fazer a higiene bucal. Hábitos saudáveis de higiene precisam ser preservados, pois favorecem a saúde geral e o bem-estar, além de evitarem doenças. Nos casos de falta de higiene, deve-se buscar estratégias que favoreçam a limpeza. Ao oferecer ajuda, é importante respeitar a dignidade da pessoa e ter cuidados de preservação de intimidade sempre que possível. 

Cuide da sua saúde mental!!! Entre em contato conosco e tire suas dúvidas. 

1 Comment

  1. MARCILIO BORGES GOULART disse:

    Tenho mais de 70 anos. Faço uso constante do Souvenaid conforme receita de meu médico Neurologista.
    Ultimamente tenho adquirido o Souvenaid da Ultrafarma.
    Peço informar se vocês podem indicar algum fornecedor com preço mais acessível.

    Grato

    Marcílio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Enviar Mensagem
Fale com nossas Nutricionistas!