A Importância Do Estado Nutricional No Covid-19
maio 3, 2021

Hoje o nosso tema é sobre cloreto magnésio. Já ouviu falar?  

 
O magnésio é um mineral muito importante para nosso organismo, sendo fundamental para diversas funções em nosso corpo, mas, acaba sendo presente em nosso corpo em baixa proporção. Pode ser ingerido através de alguns alimentos, ou através de suplementação. De acordo com especialistas, a recomendação de ingestão diária de magnésio varia de 300 a 420mg, sendo necessária a indicação por um médico, farmacêutico ou nutricionista já que a dose recomendada depende da causa que está originando a sua deficiência, além disso o seu excesso pode trazer algumas consequências. 

Quais seria as principais fontes alimentares? 

As principais fontes alimentares do magnésio são os cereais integrais, vegetais folhosos verdes escuros, nozes, amêndoas, castanhas de caju, leguminosas e principalmente na soja. 

Conforme especialistas, solos vulcânicos são ricos neste mineral, desta forma, por nosso solo brasileiro não ser vulcânico, a água, sal e alguns alimentos têm pouca quantidade de magnésio, o que influência também na recomendação diária de magnésio. 

Qual seria os principais sintomas de deficiência de magnésio? 

Problemas agravados de artrite, artrose, articulações e osteoporose, dores musculares, hipertensão, parte circulatória cardíaca, anticoagulante, entre outros. 

Como pode ser encontrado? 

Conforme citado, o magnésio pode ser encontrado como suplemento. Geralmente é usado na forma de magnésio quelado, magnésio de malato, magnésio l-treonato, e o mais conhecido como, cloreto de magnésio. 

O que seria o cloreto de magnésio? 

O magnésio tem um destaque em sua forma por sal, que seria o cloreto de magnésio, onde pode facilitar e favorecer o processo absortivo. Ele é encontrado em forma de cápsula ou em pó para solução oral em sachê de 33 gramas. É visto com a abreviação P.A. que seria com significado de puro para análise, conforme descrito, acaba sendo mais puro. 

Qual seria a sua indicação? 

É indicado para pessoas com deficiência desse mineral. Podendo favorecer diversas funções em nosso organismo, como: 

Dores musculares, intestino, fortalecimento dos ossos, funções do cérebro, hipertensão, parte cardiovascular entre outros. 

Qual seria a posologia? 

Em cápsulas: conforme orientação do fabricante, pois as concentrações são diferentes. É necessário verificar com o profissional que acompanha, ou geralmente é indicado na sugestão de uso na embalagem do próprio produto. 

Em forma de sachê: diluir o sachê de 33g em 1 litro de água filtrada, mineral ou fervida (já em temperatura ambiente) em uma garrafa de vidro e armazenar na geladeira. Também é necessário consultar o profissional que acompanha para indicação de consumo. 

Geralmente não é indicado para gestantes, lactantes, crianças, distúrbios gastrointestinais, insuficiência renal, doença autoimune. Não se automedique, procure um profissional para indicação de consumo. 

Conheça nossa loja online clique aqui, aqui na Enutri você encontra produtos voltados a nutrição clínica como Dietas Enterais, Suplementos Alimentares e Espessantes Alimantes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Enviar Mensagem
Fale com nossas Nutricionistas!